Durante desfile cívico, escolas dão show de criatividade

Evento também foi marcado por organização e pontualidade.

Secretaria de Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Lazer | Postado em: 03 de Setembro de 2019 | Por: CONVÊNIOS | Atualizada em: 03 de Setembro de 2019

Organização e pontualidade marcaram o terceiro dia de desfiles da Semana Cívica 2019 em Redenção, ocorrido na tarde de segunda-feira (2), na Praça Josefa Lopes Ferreira (Praça das Promessas), no setor Santos Dumont. A programação descentralizada teve a participação de três creches e três escolas municipais e foi assistida por dezenas de pessoas.

O desfile foi organizado pela direção, corpo docente das escolas e pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Lazer (SEMEC). Estiveram presentes o Secretário Municipal de Educação, Prof. Vanderly Moreira, o vereador João Lúcio e diretores de departamentos que acompanharam a passagem de todas as escolas.

Ao discursar, o Prof. Vanderly ressaltou a importância dos desfiles nos bairros. “O desfile descentralizado permite que um número maior de pessoas em diferentes bairros acompanhe o momento cívico realizado pelas escolas”, explicou.

O desfile iniciou e encerrou dentro do horário previsto pelos organizadores, onde as escolas fizeram as apresentações de acordo com o tempo cronometrado. “Fiquei encantada com as apresentações feitas pelos alunos, foi tudo muito bonito e organizado. A Secretaria de Educação está de parabéns”, disse Alessandra Gonçalves, que acompanhou as apresentações.

A primeira escola a se apresentar foi a Victor Gabriel, que abordou o tema “Os primeiros habitantes do Brasil”. Os alunos caracterizados de índios relembraram as comunidades indígenas antes da chegada dos portugueses. Na sequência, a Creche Maria Mercês trabalhou o tema “Pátria amada, Brasil”.

Depois, a Creche União Espírita abordou o tema “Ciclos Econômicos do Brasil Colônia”. Em seguida, a Escola Nossa Senhora Aparecida salientou o tema “Não somos descendentes de escravos, somos descendentes de seres humanos que foram escravizados. Trabalho escravo não”. A escola relembrou ainda contribuição do negro para o desenvolvimento do Brasil desde a sua fundação.

A temática de paz também foi destacada durante o desfile com a Escola Diocesana Imaculada Conceição, que abordou o tema “Formar gerações para que sejam cidadãos da paz e do bem”. Já a Escola Pastor Joverci Alves, a última a se apresentar, destacou o tema “Educação e sociedade: juntos podemos mais”. (Fonte: ASCOM/SEMEC)