Redenção realizou II Conferência Municipal de Cultura

A iniciativa foi da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Lazer, por meio do Departamento Municipal de Cultura

Secretaria de Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Lazer | Postado em: 17 de Dezembro de 2019 | Por: CONVÊNIOS | Atualizada em: 18 de Dezembro de 2019

Redenção realizou no último sábado (14) a II Conferência Municipal de Cultura. O evento, aberto ao público, foi realizado no auditório da Escola Tancredo Neves, das 8h às 17h. A iniciativa foi da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Lazer (SEMEC), por meio do Departamento Municipal de Cultura.

O tema escolhido para os debates e exposições foi "Uma Política de Estado Para a Cultura: Desafio do Sistema Municipal de Cultura". A Conferência de Cultura é um fórum participativo, aberto e democrático que possibilita a efetivação de mais um espaço de escuta do poder público, frente à formulação de propostas pelos diversos agentes culturais atuantes na cidade. Assim, a constituição desse espaço e a definição das prioridades a serem levadas a cabo pelo poder público possibilitam a construção colaborativa de políticas culturais para a cidade, que, efetivamente contribuirão para a superação das dificuldades e o desenvolvimento artístico-cultural local.

Redenção, em toda a sua história política administrativa, havia realizado somente 03 Conferências de Cultura, 01 Municipal e 02 Intermunicipal, sendo a última há quase sete anos. Desta forma, a  II Conferência Municipal de Cultura, representa a efetivação de um importante instrumento para o exercício da cidadania cultural redencense, e teve, como objetivo principal, discutir a implementação de Políticas Públicas de Cultura para o Município, com a efetivação do Sistema Municipal de Cultura de Redenção.

A II Conferência Municipal de Cultura, que foi realizada nos turnos matutino e vespertino, teve 146 inscrições, em plataformas on line e presenciais. No período matutino houve a instalação da plenária, com a presença marcante do nosso Secretário da SEMEC, que trouxe em sua fala a necessidade de se implementar políticas pública em nosso município, pautando o seu compromisso com o desenvolvimento da cultura local.

O evento contou ainda com falas avulsas de autoridades presentes e apresentações artísticas de dois artistas representantes da cultura popular local, João Holanda e Vicente Alves, ambos de origem nordestina e que desenvolvem o gosto artístico pela poesia do improviso, conhecida por repente. Abrilhantando e engrandecendo este importante fórum democrático de debate.

Dentre as muitas propostas levantadas, teve as seguintes: a) Volta da Feira de Artes e Artesanato mensal, b) Reativação da Escola de Música, c) Criação de um espaço na Feira Coberta, exclusivo para exposição, divulgação e vendas de produtos culturais, e outras que se tornaram de grande importância para a cultura redencense. 

A partir de espaços de diálogos criados durante a Conferência, foi possível estabelecer alguns parâmetros para a efetiva elaboração do Plano Municipal de Cultura, já em fase de conclusão, bem como, os alicerces do Conselho Municipal de Cultura, a ser criado após a promulgação da Lei do Fundo de Cultura de Redenção, pelos legisladores locais.

“Que esta conferência seja apenas o pontapé inicial de um longo processo de participação e interferência de cidadãos, artistas, coletivos, instituições e movimentos culturais na gestão, planejamento, execução e avaliação das políticas culturais, fortalecendo, cada vez mais, seu caráter efetivamente democrático”, destacou o Secretário Municipal de Educação, Cultura e Lazer, Prof. Vanderly Moreira. (FONTE: ASCOM SEMEC)