Alguns serviços estão parados devido à greve dos caminhoneiros

Compreensão

Secretaria de Administração | Postado em: 28 de Maio de 2018 | Por: Assessoria de Comunicação

A paralisação dos caminhoneiros afetou vários serviços da Prefeitura de Redenção, além da falta de combustíveis nos postos na cidade. O prefeito de Redenção, Iavé Araújo, decretou Estado de Emergência na Saúde, na sexta-feira (25), tendo em vista o desabastecimento de medicamentos e insumos para o regular funcionamento da rede hospitalar do município, bem como em relação às ambulâncias e demais veículos essenciais.

Saúde

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Cleide Mendes, as ambulâncias do município estão paradas por falta de gasolina. As ambulâncias do Samu estão com reserva de diesel para mais cinco dias. O hospital municipal Iraci Araújo está com atendimento para casos emergenciais. A Secretaria de Saúde está com medicamentos racionados. Ainda segundo Cleide Mendes, a Prefeitura está esperando a chegada de 6 caminhões com medicamentos vindos de Ananindeua, Açailândia, Imperatriz, Brasília, Goiânia, Palmas e Marabá, mas os veículos estão parados na estrada por falta de diesel.

Obras

Segundo o secretário municipal de obras, Dorvalino Rocha, devido à falta de combustível, os serviços de coleta de lixo, limpeza e encascalhamento estão parados. A operação tapa buraco funcionará por mais dois dias e iluminação pública deverá funcionar até quarta-feira.

Educação

O transporte escolar poderá parar a qualquer momento. A merenda escolar conta com estoque para mais uma semana. A frequência das aulas vai depender do fim da paralisação dos caminhoneiros e o tempo de chegada do combustível.

MAIS

Na manhã de sábado (26), a equipe da Defesa Civil acompanhou profissionais do Samu e a van da hemodiálise na procura por combustível para que os serviços essenciais da saúde não fossem interrompidos. A corrida aos postos foi intensa, pois, o abastecimento de combustível se esgotou completamente na tarde de sexta-feira (25). (Assessoria de Comunicação).